quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Feliz Natal!


As 10 variedades de frutas (híbridas) mais estranhas do mundo

As frutas híbridas não são transgénicos: resultam de uma combinação de pólen de uma flor numa outra variedade e não têm nada a ver com modificação genética. Actualmente, a fruta híbrida mais conhecida é a clementina, que resulta do cruzamento entre a laranja doce e a tangerina. Mas a hibridação tem dado a origem a muitas outras frutas extravagantes no mundo, como pode ver a lista  a seguir, que foi partilhada pelo Huffington Post.

1.Limão cor de sangue
Depois de laranjas, limões, este cítrico híbrido foi produzido na Austrália, onde foi apelidado de “limão cor de sangue.” Resultou de uma mistura entre Microcitrus australasica (a “lima dedo”) e Ellendale mandarin (também um híbrido de tangerina e laranja). A polpa tem um sabor doce e azedo do limão.
2.Tayberry 
A Tayberry é fruto que resulta do cruzamento entre a amora e a framboesa. A hibridação foi realizada pela primeira vez em 1881. Com elevado conteúdo em pectina, esta fruta é usada principalmente para fazer geleia.
3.Pluot
Pluot designa o cruzamento entre uma ameixa e um damasco. E é o nome comercial da fruta desenvolvida pelo especialista em genética Floyd Zaiger nos finais do século XX. Por fora, é parecido com uma ameixa e no interior é muito doce e aromático.
4.Plumcot
É o antepassado de “pluot”, uma primeira geração híbrida entre ameixa e damasco. Considerado muito difícil de produzir e de exportar.
5.Peacotum
O “peacotum” resulta do cruzamento entre pêssego, damasco e ameixa. Uma fruta rara que tem a textura do pêssego e um sabor suave.
6.Tangelo
Este cítrico híbrido chama-se Tangelo e resulta do cruzamento entre um paradisi (toranja) e uma tangerina. De aparência mais ou menos deformada, o seu tamanho está a meio caminho entre a laranja e a toranja. A rugosidade da sua pele varia, bem como a sua cor, que pode ser esverdeada. A polpa suculenta lembra as tangerinas, mas mais doce, e produz um excelente sumo. Este híbrido vem da Jamaica, onde o fruto é exportado desde 1930.
7.O roblanco
Também é conhecido por “sweetie” e é o resultado do cruzamento entre duas espécies de toranja. Investigadores da Universidade da Califórnia produziram esta fruta pela primeira vez em 1958, embora a fruta só tenha estado disponível para comercialização em 1980. Já está patenteada. É produzida em Israel e na Califórnia.
8.Limão-tangerina ou  “rangpur”
Rangpur não é só uma cidade da Índia. É também uma fruta que resulta da combinação do limão e da tangerina. O seu sabor é muito ácido e o seu aspecto é muito semelhante a uma laranja. É usado na preparação de Gin Tanqueray Rangpur.
9.Limequat
O Limequat é o resultado de um cruzamento entre limão e kumquat – pertence à família dos citrinos e é originário do centro da China. É uma fruta de pequenas dimensões, redonda, verde e amarela quando está madura. A polpa é ácida e muito suculenta.
10.Pineberry
Esta fruta branca com sementes vermelhas resulta de um cruzamento entre Fragaria chiloensis (uma variedade de morangos no Havaí e do Pacífico) e o morango clássico. O Pineberry, como é conhecido em Inglês, apresenta dimensões mais reduzidas do que o morango e tem um ligeiro sabor a ananás.







 
(Ver Fotos)
 
 

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

"É possível estudar «cientificamente» as salsichas?"

Universidades de Lisboa, Évora e Trás-os-Montes e Alto Douro fizeram investigação

Vinho e alho reduzem microrganismos patogénicos

Investigadores das Universidades de Lisboa, Évora e Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), realizaram um estudo sobre a Salsicharia Tradicional Portuguesa, na “procura de estratégias para a melhoria da segurança e qualidade”.
...
Neste âmbito, os resultados obtidos pela equipa da UTAD, composta pelos investigadores Luis Patarata e Alexandra Esteves, revelaram-se “promissores”, tendo sido “demonstrada a exequibilidade de utilização de fermentos lácticos em enchidos tradicionais, para melhorar a sua segurança sanitária, sem que haja comprometimento das suas caraterísticas sensoriais”, afirma Luis Patarata.
notícia completa aqui: CienciaHoje (2014-12-16)

 http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=59796&op=all

terça-feira, 28 de outubro de 2014

O projecto que evitou que a Lagoa das Furnas se transformasse num pântano

O projecto que evitou que a Lagoa das Furnas se transformasse num pântano (com VÍDEO)
fonte: Economia verde - greensavers
"Várias décadas de exploração intensiva dos terrenos adjacentes à Lagoa das Furnas, na ilha de São Miguel, Açores, estavam a transformar o local num pântano, devido à eutrofização. Este fenómeno traduz-se num excesso de matéria orgânica nas águas, motivada por uma concentração, também excessiva, de nutrientes."
ler mais aqui com vídeo

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Planta substituta de sal desenvolvida em cultura in vitro por aluna da UTAD

"Cresce em estuários e salinas e é também conhecida por “sal verde”. A salicórnia é uma planta“comestível e saborosa, que conserva o sal e que pode ser mantida no frio por muito tempo. Em alguns países europeus é considerada produto gourmet”, afirma Marisa Ribeirinho, aluna da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), que estabeleceu in vitro as condições para a produção da espécie."

 continua aqui

CiênciaHoje 15/10/2014


segunda-feira, 22 de setembro de 2014

domingo, 14 de setembro de 2014

O sorriso da esperança!

Sucesso no tratamento de tumores ósseos em crianças superior a 70 por cento

Sucesso no tratamento de tumores ósseos em crianças superior a 70 por cento

O tratamento de tumores ósseos malignos em crianças apresenta hoje, em Portugal, uma taxa de sucesso na casa dos 73 por cento, disse o diretor do serviço de ortopedia Pediátrica do Centro Hospital e Universitário de Coimbra (CHUC).
notícia completa aqui

domingo, 7 de setembro de 2014

Tara Recuperável - reduzir a poluição causada pelas garrafas e latas

O Tara Recuperável é um projecto de cidadãos e para cidadãos.
 
 
Como colaborar?
ver aqui
 

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Mecanismo imunitário envolvido no cancro dos ovários

"Uma equipa de investigadores do Instituto de Medicina Molecular de Lisboa descobriu, numa experiência com ratinhos, que determinados glóbulos brancos, que protegem o organismo de infeções, também ajudam no desenvolvimento de cancro do ovário."

Bruno Silva-Santos, que lidera a equipa, explicou à agência Lusa que "a interação entre dois tipos de células do grupo dos glóbulos brancos" - os linfócitos T gama-delta e os macrófagos peritoneais - "promove o crescimento do cancro do ovário".
O investigador esclareceu que os linfócitos T gama-delta produzem uma molécula, a interleucina-17, que "vai recrutar" os macrófagos e "levá-los para o sítio do tumor", causando a formação de vasos sanguíneos que "vão fornecer alimentos ao tumor, que cresce mais depressa".
O coordenador do grupo de trabalho, do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, adiantou que o que o tumor faz é "raptar o mecanismo protetor" dos linfócitos T gama-delta e dos macrófagos peritoneais contra infeções e "usá-lo a seu favor".
Os linfócitos T gama-delta e os macrófagos peritoneais são considerados "muito importantes" para a proteção natural do corpo contra microrganismos, em particular fungos e bactérias.
O que acontece, segundo Bruno Silva-Santos, é que a resposta do organismo "é aproveitada pelo tumor para favorecer o seu crescimento".
Por isso, assinalou, basta extrair do organismo os linfócitos T gama-delta ou a molécula interleucina-17 para travar a progressão do tumor...


Artigo relacionado(?):


Fonte:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3888704/
Figura 2- Pro-versus anti-tumoral effects of Th17 lymphocytes and the cytokines they produce on cancer development. Th17 lymphocytes produce cytokines which may promote or impair tumor development. Depending on the microenvironment Th17 may differentiate into Th1 or hybrid lymphocytes capable of controlling tumor growth or into protumoral Treg. IDO: indoleamine 2,3-dioxygenase.


segunda-feira, 30 de junho de 2014

Parecer da Prova de BIOLOGIA E GEOLOGIA 1ªFase (APPBG)

Exame Biologia e Geologia - 1ª Fase 2014
 
Parecer acerca da Prova de Exame Nacional do Ensino Secundário


"Globalmente, a prova apresenta-se equilibrada, balizada pelos programas homologados da disciplina, assim como bem articulada com a informação-exame divulgada pelo IAVE, I.P.. Registamos igualmente um correto equilíbrio entre as componentes de Biologia e Geologia na diversidade dos conteúdos avaliados, seja de 10/11º ano, seja nos seus diversos temas, assim como a avaliação de competências nos domínios concetual e procedimental.
Relativamente às provas dos últimos dois anos, esta configura-se-nos bem construída e mais adequada à avaliação das aprendizagens dos conteúdos e procedimentos elencados no programa, ao nível etário de alunos de 11º ano, assim como à literacia científica e de língua materna exigíveis neste nível de ensino. Os quatro grupos contêm suportes documentais mais explícitos, tendo a generalidade dos itens uma formulação mais objetiva, estando mais centrada no conhecimento do que na interpretação. Apresenta-se igualmente equilibrada quanto ao grau de dificuldade dos itens.
Entendemos que os critérios gerais e específicos de classificação, são coerentes cientificamente e globalmente adequados ao âmbito das questões. Porém, reconhecemos a utilização pontual de termos/processos importantes para a boa compreensão dos documentos e correta resolução de itens, que, apesar de cientificamente válidos, são desconhecidos da generalidade dos estudantes deste nível de ensino. Referimo-nos ao processo de frutificação dos fungos patente no suporte documental e requerido para resolver o último item da prova."
A Direção Nacional da APPBG

sábado, 28 de junho de 2014

Civismo japonês invade Mundial

Mundial: adeptos do Japão levam sacos para recolher lixo do estádio
Fonte

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Academia de Férias na ESB-UCPorto

Alfaces sem radiação

Fábrica de Fukushima transformada em estufa de alfaces livres de radiação



"A gigante tecnológica Fujitsu expandiu-se para uma nova área de negócio e abriu uma estufa de alfaces biológicas em Fukushima, Japão. Num projecto que mistura a agricultura, a indústria e a medicina, a Aizu-Wakamatsu Akisai Vegetable Plant cultiva alfaces biológicas, livres de radiação, com baixos teores de potássio e nitratos."

 

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Abelhas francesas produzem "mel" azul e verde

Mel azul e verde: Apicultores franceses deparam-se com produto que não podem vender

Fonte
"... Tudo indica que a origem dos inesperados tons do mel está numa central de biogás situada a cerca quatro quilómetros de distância. Esta central tem usado como matéria-prima resíduos de uma fábrica que produz as populares guloseimas de chocolate coloridas M&M’s, resíduos de que se terão alimentado as abelhas."

leia a noticia completa aqui


sexta-feira, 23 de maio de 2014

2014 - Ano Europeu contra o Desperdício Alimentar

A Europa desperdiça todos os anos milhões de toneladas de alimentos.
Portugal manda para o lixo cerca de 1 milhão de toneladas, 324 mil das quais em casa dos consumidores, revela o Projeto de Estudo e Reflexão sobre Desperdício Alimentar (PERDA), desenvolvido pelo Centro de Estudos e Estratégias para a Sustentabilidade, em 2012.
...
O Parlamento Europeu já deu o mote: reduzir para metade, até ao ano de 2025, o desperdício alimentar na União Europeia. A DECO PROTESTE junta-se a esta iniciativa com algumas dicas sobre como aproveitar as sobras de alimentos em novas e deliciosas receitas.
Dica "Desperdício alimentar: reciclar comida também é poupar" Pro-Teste aqui

domingo, 18 de maio de 2014

Hábitos Alimentares para uma vida saudável - ZARCO

IX Olimpíadas de Biotecnologia - Prova Final

Parabéns!

Maria Carolina Venâncio Soares Lopes, aluna do 12º 1, da Escola Secundária João Gonçalves Zarco pela participação na Prova Final que se disputou no dia 9 de maio na Escola Superior de Biotecnologia da Católica Porto e pelo seu honroso 8º lugar nos 50 melhores classificados a nível nacional.

Parabéns a todos os participantes!

sábado, 17 de maio de 2014

Dia Mundial de Consciencialização para a Esclerose Tuberosa

 
"Na passada quinta-feira, 15 de maio, assinalou-se o Dia Mundial de Consciencialização para a Esclerose Tuberosa. Para marcar a data, a Associação de Esclerose Tuberosa em Portugal (AETN) associa-se à campanha internacional "A Word of Thanks", num movimento de agradecimento global para homenagear aqueles que ajudam os portadores desta doença genética rara, que afeta mais de 1600 pessoas em Portugal."
 
"A esclerose tuberosa é uma doença rara para a qual ainda não se conhece cura, havendo no entanto tratamentos para os diferentes sintomas. Consiste num distúrbio genético que se traduz no desenvolvimento de tumores benignos em órgãos vitais como o coração, olhos, cérebro, rins, pulmões e pele. O desenvolvimento destes tumores nos vários órgãos pode provocar epilepsia, défice cognitivo, autismo, problemas renais, lesões na pele, entre outros sintomas.

As manifestações e prognóstico variam de caso para caso, em função dos órgãos envolvidos e da gravidade dos sintomas, sendo os mais comuns as alterações cutâneas e lesões na pele (verificadas em 95% das pessoas com Esclerose Tuberosa) e as convulsões (85%), que se desencadeiam à nascença e se vão agravando durante a infância na maioria dos casos. São também frequentes os tumores renais e problemas de desenvolvimento (presentes em cerca de 60% dos casos), os tumores cardíacos (em 50%), e autismo (50%).

De acordo com a AETN, muitos casos não têm diagnóstico correto da doença. Dois terços dos diagnósticos são novos casos da doença sem antecedentes familiares, e um terço são casos hereditários.

Criada em 2011 com o objetivo de apoiar familiares e doentes, a AETN trabalha para a sensibilização da sociedade, ao mesmo tempo que promove o interesse da comunidade médica e científica na partilha de conhecimento sobre a doença. Um dos objetivos passa também por garantir o acesso dos doentes a terapêuticas de qualidade, contribuindo para o aumento da sua qualidade de vida."


O testemunho de uma mãe
 

 

 
"1. A Esclerose Tuberosa é a segunda doença hereditária (autossómica dominante) mais comum do sistema nervoso central.
2. As mutações TSC1 e TSC2 ocorrem com frequência idêntica nas formas hereditárias da Esclerose Tuberosa.
3. A epilepsia é a manifestação neurológica mais comum da Esclerose Tuberosa.
4. Cerca de 90% dos doentes com ET terá angiomiolipomas renais detectados através de ressonância magnética.
5. A avaliação oftalmológica completa, incluindo fundoscopia sob dilatação deve ser efectuada para detecção de lesões retinais e defeitos de campo visual.
6. A vigabatrina é o fármaco de primeira linha para espasmos infantis associados a ET.
7. A consulta de genética deve ser efectuada por todos os pacientes com diagnóstico de ET.
8. A ET é uma alteração genética que provoca o aparecimento de tumores em órgãos vitais.
9. A cada 20 minutos nasce, em todo o mundo, uma criança com ET.
10. A ET afecta cada um de modo diferente; alguns têm apenas sintomas ligeiros enquanto outros são severamente afectados.
11. A ET não demonstra nenhuma preferência no género e pode ocorrer em todas as raças e grupos étnicos.
12. Cerca de 45 a 60% das pessoas com ET têm limitações intelectuais, incluindo hiperactividade, atrasos no desenvolvimento, autismo e comportamentos agressivos.
13. Os testes actuais feitos para diagnosticar a ET identificam uma mutação nos genes TSC1 ou TSC2, que pode ocorrer em até 85% dos indivíduos com um diagnóstico definitivo.
14. Estima-se que a ET afecte 1 em cada 6.000 nascimentos.
15. Não existe cura para a ET.
16. A luz ultra-violeta de uma lâmpada Wood melhora a percepção de máculas hypomelanotic (manchas brancas) que se verificam em quase todos os indivíduos com ET
17. Os angiofibromas faciais aparecem, geralmente, por volta dos 5 anos e afectam até 90% dos indivíduos com ET.
18. Grandes mutações envolvendo o gene TSC2 e o gene adjacente PKD1 presente no cromossoma 16p13, normalmente resultam em rins poliquísticos durante a infância.
19. A Linfangioleiomiomatose (LAM) é o principal sintoma pulmonar da ET, que ocorre exclusivamente no género feminino, afectando até 40% dos que sofrem da doença depois da puberdade.
20. Cerca de um terço das vezes, quando uma criança é diagnosticada com ET, um dos progenitores também tem ET. Os restantes dois terços dos diagnósticos ocorrem a mutações espontâneas (não se sabe porquê).
21. Se um dos progenitores tem a doença, os seus filhos têm 50% de probabilidade de herdar o gene da ET.
22. Se nenhum dos progenitores tem a doença, a probabilidade de um dos filhos ter a doença é de 1 ou 2%.
23. A Pré-implantação de diagnóstico genético (PGD) é uma técnica que consegue detectar a mutação da ET em embriões criados através de fertilização In Vitro.
24. Na Ilha de Páscoa foi encontrada uma substância, que deriva naturalmente de uma bactéria existente no solo, e que levou ao desenvolvimento de tratamentos promissores para alguns aspectos da ET.
25. Muitas crianças com ET são agora diagnosticadas, pouco após o nascimento, devido à identificação dos rabdomiomas cardíacos através de ecografias de rotina.
26. Cáries dentárias ocorrem em cerca de 90% dos indivíduos com ET.
27. 98% daqueles a quem foi diagnosticada a ET irão ter um ou mais problema de pele.
28. 80% daqueles a quem foi diagnosticada a ET irão ter problemas de rins devido à doença.
29. Menos frequente é a formação de mio mas ou tumores no pâncreas, ossos e fígado.
30. As crianças que foram diagnosticadas com a ET ainda bebés devem ser permanentemente monitorizadas devido à possibilidade de ser necessária uma intervenção precoce.
31. A comunicação, no que diz respeito à doença, entre os profissionais de saúde que acompanham a criança e o seu estabelecimento de ensino, irá permitir melhores resultados à criança."
 
 AETN


terça-feira, 13 de maio de 2014

A VIDA continua a surpreender-nos!

Duas gémeas nasceram de mãos dadas!


"Há fotos cuja beleza é inexplicável"... 
Ler notícia aqui

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Alimentos Clonados, sim ou não?

Programa da Sociedade Civil (RTP2)



http://www.esb.ucp.pt/pt/central-noticias/alimentos-clonados
Publicado em 04/01/2014
Para mais informações consulte o site da Escola Superior de Biotecnologia da Católica em http://www.esb.ucp.pt

https://www.youtube.com/watch?v=AjwjSo0RYdQ#t=3821

quinta-feira, 8 de maio de 2014

terça-feira, 6 de maio de 2014

MICRORGANISMOS


Leia na revista QUERO SABER de maio de 2014 já na BIBLIOZARCO.

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Vírus da poliomielite já ameaça Europa



Organização Mundial de Saúde considera que propagação do “vírus da paralisia infantil” já se tornou num risco de saúde pública.
Campanha de vacinação contra a poliomielite em Damasco, em finais de Outubro SANA/REUTERS
Preocupada com o aumento dos contágios de poliomielite nos últimos seis meses, a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou esta segunda-feira o estado de emergência mundial, pedindo aos diferentes países uma "acção coordenada" no combate à disseminação do vírus.

Notícias relacionadas:

 ler aqui: "OMS declara emergência internacional por aumento de casos de pólio"
OMS declara emergência internacional por aumento de casos de pólio
e aqui: "Leia 10 factos importantes sobre a pólio".


domingo, 4 de maio de 2014

sábado, 3 de maio de 2014

Brasil: plástico de base biológica testado em embalagens




Tetra Pak anunciou esta semana que todas as embalagens que produz no Brasil estão agora a utilizar polietileno de baixa densidade de base biológica (LDPE). Combinado com o cartão, o uso de plástico LDPE de base biológica produzido a partir da cana-de-açúcar aumenta para 82% o conteúdo em materiais provenientes de fontes renováveis numa embalagem Tetra Brik Aseptic de 1000ml Baseline.

Continua aqui

sexta-feira, 25 de abril de 2014

O "25 de abril" na ZARCO








PARABÉNS!

Parabéns a todos os que colaboraram nesta elucidativa exposição comemorativa dos 40 anos da Revolução dos Cravos a decorrer na Escola Secundária João Gonçalves Zarco de Matosinhos.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Mais de 22 milhões de crianças estão por vacinar

Mais de 22 milhões de crianças no mundo, cerca de uma em cada cinco, estão por vacinar contra doenças básicas, alerta hoje a Organização Mundial de Saúde (OMS), nas vésperas da Semana Mundial da Vacinação....Mais de 70% destas crianças vivem em dez países apenas: República Democrática do Congo, Etiópia, Índia, Indonésia, Iraque, Nigéria, Paquistão, Filipinas, Uganda e África do Sul.

terça-feira, 22 de abril de 2014

Dia da Terra


"A TERRA, um planeta a proteger"
ver  " Condomínio da TERRA" aqui

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Mecanismo de disfarce de uma bactéria

Investigadores de instituto português identificam estratégia de bactéria causadora de infeções hospitalares para evitar a deteção pelo hospedeiro

Investigadores do Instituto de Tecnologia Química e Biológica (ITQB, Oeiras) identificaram uma estratégia que permite à Staphylococcus aureus, uma bactéria responsável por infeções hospitalares, evitar a deteção pelo hospedeiro, impedindo que seja desencadeada uma resposta por parte do seu sistema imunitário.
A descoberta sugere um tratamento complementar aos antibióticos, a que a bactéria tem desenvolvido resistência.
 
Num estudo anterior a equipa coordenada por Sérgio Filipe tinha verificado que as bactérias Staphylococcus aureus apresentam uma camada superficial protetora que esconde a molécula que permite que os microrganismos patogénicos sejam detetados pelo organismo infetado, denominada peptidoglicano.

Agora, recorrendo a moscas Drosophila sp., os investigadores descobriram que “para além deste mecanismo de disfarce, existe outro para remover o peptidoglicano que possa estar a aparecer acima desta camada”, revela o investigador que coordenou o Estudo.

“No fundo, é como se as bactérias se barbeassem para não serem reconhecidas pelo sistema imunitário”, explica Sérgio Filipe em comunicado.

Os cientistas fizeram experiências para determinar “em que circunstâncias as bactérias são reconhecidas pelo sistema imunitário” das moscas, tendo observado que isto acontece quando as bactérias não produzem autolisina.
continua aqui

segunda-feira, 17 de março de 2014

sexta-feira, 14 de março de 2014

ZARCO na Qualifica_Exponor de Matosinhos

Feira da Ciência_ Grupo de Biologia e Geologia
(foto mclameiras)

sábado, 8 de março de 2014

Terapia genética permitiu aumentar resistência contra o VIH de pessoas infectadas

Quando os linfocitos T apresentam uma dada mutação,  o VIH (visto aqui a sair
de um linfócito infectado)  não consegue penetrar nelas 
 AFP/HO/INSTITUTO PASTEUR
 Por
Uma equipa de cientistas norte-americanos conseguiu manipular geneticamente as células imunitárias de pessoas seropositivas e fazer assim diminuir a carga viral de algumas delas, que entretanto tinham interrompido o seu habitual tratamento antiretroviral. Os resultados foram anunciados esta semana na revista The New England Journal of Medicine.
“Este é o primeiro grande avanço na área da terapia genética do VIH desde que foi demonstrado que o ‘doente de Berlim’, Timothy Brown, estava livre do VIH”, disse John Rossi, do centro do cancro City of Hope na Califórnia, citado no site da revista Nature."
...
"Uma semana depois, os cientistas constataram, nas pessoas que tinham interrompido o tratamento químico, um marcado pico no número de linfócitos T manipulados presentes no organismo. E apesar de esses níveis terem vindo a decrescer ulteriormente, permaneceram elevados nas semanas que se seguiram à inoculação. Os autores também observaram a presença de linfócitos T mutados no tecido imunitário da mucosa intestinal dessas pessoas, tecido que se sabe ser um importante “esconderijo” do vírus da sida no organismo. São aliás estes reservatórios latentes que fazem com que o vírus ressurja, passados uns tempos, quando o tratamento antirretroviral é interrompido."
noticia completa
 
 
 
 Consultar:

VIH: três décadas em números

                 Passados 30 anos após ter sido detectado o primeiro caso de VIH em Portugal, o PÚBLICO faz um retrato que vai do ciclo 
de vida do vírus até às formas de contágio e principais estimativas mundiais e nacionais. O aparecimento de medicamentos anti-retrovirais permitiu passar a esperança de vida de meses para duas ou três décadas – pelo que há agora mais pessoas a viver infectadas, apesar de o número de novos casos estar a cair.
 
 
 
 
 

Outro bebé nascido com VIH talvez em remissão

 Pela segunda vez, tratamento com anti-retrovirais de bebé recém-nascido infectado pelo VIH eliminou sinais da infeção.

 Por

           
Um bebé que tem hoje nove meses de vida e que nasceu infectado pelo vírus da sida tornou-se desde então seronegativo e poderá ter sido “curado”, anunciaram cientistas norte-americanos.
A razão desta aparente remissão: o facto de os médicos terem começado a administrar-lhe, apenas quatro horas após a nascença, um cocktail de anti-retrovirais em doses terapêuticas. O resultado foi anunciado na quarta-feira durante um congresso médico em Boston, numa comunicação proferida por Deborah Persaud, da Universidade Johns Hopkins (EUA), ao resumo da qual o PÚBLICO teve acesso.
 ...o bebé, que continua a ser tratado com uma triterapia anti-retroviral num hospital da Califórnia, não apresenta actualmente níveis detectáveis do vírus da sida no sangue e os seus níveis de linfócitos CD4 e CD8 (glóbulos brancos do sangue que são alvos preferenciais do VIH) são normais.
 
 
 
 

quinta-feira, 6 de março de 2014

Injeções de antirretrovirais protegem macacos do HIV por várias semanas

5 de março de 2014 
Injeções de antirretrovirais protegem macacos do HIV por várias semanas
http://saude.sapo.pt/noticias/saude-medicina/
 

Ensaio clínico com 175 pessoas está previsto para começar no final deste ano 

As injeções de antirretrovirais contra o vírus que causa a Sida protegeram macacos durante várias semanas após a infeção, uma conquista que abre caminho para prevenir a doença em seres humanos, de acordo com dois estudos americanos divulgados na terça-feira.
 
 
 
 
Os estudos, realizados por duas equipas diferentes de virologistas, revelaram uma proteção completa nos animais que receberam uma injeção mensal de antirretrovirais.
Testes clínicos realizados nos últimos anos têm demonstrado que ingerir pequenas doses diárias de medicamentos antirretrovirais podem reduzir em mais de 90% o risco de infeção por um parceiro sexual HIV-positivo, uma abordagem chamada profilaxia pré-exposição, de acordo com cientistas, que apresentaram os trabalhos na conferência anual sobre Retrovírus e Infeções Oportunistas (CROI), em Boston, nos Estados Unidos.
 

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Novo milho geneticamente modificado


Novo milho geneticamente modificado pode ser cultivado na União EuropeiaUm novo tipo de milho geneticamente modificado vai poder ser cultivado na União Europeia.
A abstenção de quatro países – Portugal, Alemanha, Bélgica e República Checa – fez com que os 19 Estados que se opunham à aprovação da cultura não conseguissem obter a maioria qualificada necessária para travar o cultivo.


http://greensavers.sapo.pt/2014/02/14/novo-milho-geneticamente-modificado-pode-ser-cultivado-na-uniao-europeia/
Este será a primeira espécie de milho transgénica a ser autorizada a cultivar em território europeu desde 1998 e apenas a segunda a ser cultivada para fins comerciais.
O novo milho – o TC1507 -, com a denominação comercial de Herculex, pertence ao grupo norte-americano Pionner. De acordo com os fabricantes, este milho foi geneticamente alterado para ser mais resistente a alguns tipos de insectos.
Contudo, apesar de o cultivo deste milho ter sido aprovado, os Estados-membros vão ter a possibilidade de bloquear a sua cultura no seu território.


("A tecnologia Herculex® I é um exemplo de uso de tecnologia Bt no controle das principais lagartas que atacam a cultura do milho, entre elas a lagarta-do-cartucho (Spodoptera frugiperda) e a broca-da-cana-de-açúcar (Diatreae saccharallis). Além disso, ampliando o espectro de controle de pragas, quando comparado com as outras tecnologias Bt disponíveis no mercado, a tecnologia Herculex® I também possui ação de controle sobre a lagarta-elasmo (Elasmopalpus lignosellus) e ação de supressão sobre a lagarta-rosca (Agrotis ipsilon) e a lagarta-da-espiga (Helicoverpa zeae) apresentando controle ao redor de 80% e 40%, respectivamente.")

Melancias sem sementes produzidas em Idanha-a-Nova

Segunda feira, 10 de setembro de 2012

"A melancia é um dos produtos mais famosos dos campos de Idanha-a-Nova e a partir do próximo ano vai passar a nascer totalmente vermelha, sem sementes a incomodar quem a saborear."
Esta nova variedade esteve em testes durante o verão e os primeiros exemplares foram colhidos nas últimas semanas por Diana Soares, aluna finalista da Escola Superior Agrária de Castelo Branco.
...
A melancia carnuda, sem pontos negros, será mais cara que o fruto tradicional, tendo em conta que "o sucesso de germinação é mais baixo e o custo por planta é maior". Mas "o sabor é excelente", sublinha.
Quem pegar numa talhada ainda vai ver pequenos pontos brancos, mas são sementes "muito pequenas, que se engolem sem notar": todas as outras desapareceram, explica a estudante finalista Diana Soares.
Esta variedade de melancia "é mais pequena, mais fácil de manusear, mais doce e mais crocante", acrescenta. ... A fruta sem semente nasce a partir de uma variedade sem pólen viável, que tem que ser plantada ao lado de outra que a fertilize: "quanto mais proximidade, melhor o resultado", conclui Diana Soares.

Notícia completa aqui:
 http://expresso.sapo.pt/melancias-sem-sementes-produzidas-em-idanha-a-nova=f752205#ixzz2tRa42UTV

Consultar aqui e aqui

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Dia Mundial da Luta contra o Cancro

saiba tudo aqui
O Dia Mundial do Cancro (4 de Fevereiro) é uma iniciativa da UICC (União Internacional de Controlo do Cancro) numa tentativa de criar oportunidade de nos fazermos ouvir, focando diversas temáticas ligadas à doença oncológica.
 
Por que é importante o Dia Mundial do Cancro?
 
Simplesmente porque a incidência de cancro tende a aumentar. Todos os anos, cerca de 8 milhões de pessoas morrem de cancro e muitas destas mortes podem ser evitadas com maior apoio governamental e financiamento para programas de deteção, prevenção e tratamento. A menos que sejam tomadas medidas urgentes para aumentar a conscientização sobre o cancro e desenvolver estratégias práticas para lidar com a doença, milhões de pessoas vão continuar a morrer. Estima-se que o número de casos de cancro e mortes relacionadas a nível mundial venha a duplicar nos próximos 20-40 anos, especialmente nos países em desenvolvimento, os menos equipados para lidar com o impacto social e económico da doença.
 
http://www.ligacontracancro.pt/gca/index.php?id=411

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Gripenet

Quer ajudar a vigiar a gripe? O Gripenet procura voluntários


Todos os residentes em Portugal podem participar na monitorização dos surtos de gripe. Basta registarem-se para a época de 2013-2014, num portal desenvolvido pelo Instituto Gulbenkian de Ciência.

A gripe
  • Os vírus da gripe
  • História(s) da gripe
  • Vigilância da gripe
  • No laboratório
  • Perguntas frequentes
  • Ligações sobre a gripe
  •  

    Como se transmite a gripe?

    O vírus Influenza é facilmente transmitido de pessoa para pessoa. Quando uma pessoa engripada espirra, tosse ou fala expele pequenas gotículas que contêm o vírus e que podem ser inaladas por outras pessoas.
    O vírus entra no nosso organismo pelo nariz, onde se multiplica, disseminando-se para a garganta e para o restante das vias respiratórias, incluindo os pulmões. Depois são necessários entre 1 a 4 dias até ao aparecimento dos sintomas – é o chamado período de incubação.

    Ao detetar o vírus, o nosso sistema imunitário inicia um processo de defesa que vai sendo apurado enquanto atua. Este processo de defesa está associado aos sintomas da doença e, de um modo geral, resulta na eliminação do vírus em cerca de uma semana.

    A gripe dissemina-se rapidamente em comunidades, em particular em condições de grande aglomeração como é o caso das escolas. Por outro lado, o tempo frio e seco permite que o vírus sobreviva mais tempo fora do nosso organismo e, como consequência, as epidemias sazonais nas zonas temperadas, como é o caso de Portugal, aparecem no final do outono, inverno e início da primavera.
    Homem a espirrar
    Vírus da gripe

    Fonte: CDC
    O vírus Influenza é facilmente transmitido de pessoa para pessoa. Quando se espirra, tosse ou fala expelem-se pequenas gotículas que contêm o vírus e que podem ser inaladas por outras pessoas.
     
    Saiba tudo sobre a gripe aqui:
    http://www.gripenet.pt/pt/sobre-gripe/

    Temos os neandertais na pele, afirmam cientistas


    O legado genético que os neandertais deixaram aos humanos modernos é mais substancial do que se pensava, mas concentra-se em regiões específicas do nosso genoma, influenciando-o ainda hoje características da nossa pele, o nosso risco perante certas doenças e até alguns comportamentos.
    continua aqui
    Os neandertais, primos euroasiáticos dos humanos modernos, extinguiram-se há quase 30 mil anos JPL/NASA

    http://www.publico.pt/n1621734
     
     
     

    quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

    Aula Prática no Lab.Aberto

    Preparação do gel de agarose


    É preciso aprender a manusear as micropipetas

    Batas lavadas e esterilizadas de todos os tamanhos!

    Fragmentos de DNA colocados nos poços

    
    Electroforese em curso

    Compare e descubra: Quem tem perfil para ser o criminoso?
    
     
    Fotos mclameiras
     (outras fotos/filmes poderão ser disponibilizadas aos alunos participantes)

    terça-feira, 28 de janeiro de 2014

    Visita de estudo ao Laboratório Aberto

    CÓDIGO DA VIDA: O CRIMINOSO

         O que é o ADN? Como podemos recorrer à sua análise para identificar um indivíduo? Os visitantes terão oportunidade de aprender um pouco mais sobre este assunto e serão convidados a tentar encontrar um criminoso de entre um conjunto de suspeitos. Para tal, irão recorrer às mesmas técnicas utilizadas em grandes laboratórios.    

    Matéria abordada:
    ADN
    Enzimas de restrição
    Electroforese- DNA fingerprinting


    Duração aprox.:2h30
    Público-alvo:
    Ensino secundário: Alunos de BIOLOGIA 12º1 ESJGZARCO


    Data: 2014/01/30 (5ªfeira)  No local 14h - 16h

    Objetivos da Visita:
    • promover o ensino experimental das Ciências;
    • aplicar conhecimentos adquiridos em novos contextos e novos problemas;
    • promover o desenvolvimento pessoal e social dos alunos

    quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

    Tabagismo foi responsável pela morte de 29 pessoas por dia em 2012

    Primeiro estudo a associar tabaco ao cancro do pulmão foi publicado há 50 anos

    "Tabaqueiras tinham conseguido negar sempre trabalhos anteriores, até que o relatório de 1964 do médico Luther Terry, também ele fumador, veio tornar o tema um assunto de saúde pública."
    publico.pt/
      

    Terapia genética conseguiu travar cancro da mama em ratinhos

    Tratamento aplicado nos animais de laboratório reverteu progressão das células cancerosas do tecido mamário. Investigadores querem tentar aplicar técnica em humanos.

    www.publico.pt/

    Uma equipa de investigadores da Faculdade Médica de Harvard, em Boston, nos Estados Unidos, silenciou a actividade de um gene em células do tecido mamário de ratinhos, que é importante para o desenvolvimento do cancro da mama. Estas células estavam a percorrer o caminho para se tornarem cancerosas, mas a terapia genética conseguiu reverter o processo e normalizá-las. Publicada na revista Science Translational Medicine, a descoberta poderá vir a ser aplicada no combate ao cancro da mama.
    ...
    Os investigadores escolheram uma abordagem genética, através da utilização do chamado “ARN de interferência”. Esta técnica trava a actividade genética nas células. A informação contida nos genes, que estão inseridos nas longas cadeias de ADN, é o molde inicial para se produzirem proteínas. Para isso, a maquinaria celular começa por passar a informação do ADN para o ARN – uma molécula que pode navegar à vontade na célula –, e finalmente traduz a informação contida na molécula de ARN nos aminoácidos que formam as proteínas. O ARN de interferência está concebido para se ligar ao ARN mensageiro que foi transcrito a partir do ADN, impedindo-o assim de ser traduzido na proteína.
    ler mais aqui

    quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

    "A história de um erro"

    IBMC dedica dia à “doença dos pezinhos”

    sábado, 11 de janeiro de 2014

    Durma bem, pela sua SAÚDE!

    Por diversão ou por dever, as noites em claro são comuns. Mas não dormir o suficiente afeta mais a saúde do que pode imaginar... Conheça os riscos que corre e teste a qualidade do seu sono

    Fonte: http://visao.sapo.pt/os-perigos-para-a-saude-das-noites-mal-dormidas=f764658#ixzz2q6PFrok4

    Os compromissos profissionais, o stress e os problemas pessoais são muitas vezes apontados como causas para a privação de sono. No entanto, embora os sinais de exaustão desapareçam depois de um sono reparador, algumas as sequelas ficam.
    Conheça aqui os riscos que corre e analise a qualidade do seu sono  através de um teste da Associação Portuguesa do Sono.



    Uma noite sem dormir (o suficiente, pelo menos):
    • Mais fome
    A função digestiva e as necessidades alimentares alteram-se, aumentando a vontade de comer em grandes quantidades. Os alimentos processados (ricos em açúcares e gorduras saturadas) são os preferidos.
    • Mais predisposto a ter um acidente
    O cansaço é uma principais causas da sinistralidade rodoviária. Segundo a Associação Portuguesa do Sono (APS), 12% dos automobilistas portugueses já adormeceram ao volante.
    • Menos sociável
    A privação de sono também afeta o humor. O cansaço extremo leva ao aumento da irritabilidade, prejudicando as relações no emprego e em casa.
    • Menos bonito
    A importância do "sono de beleza" é real. Uma noite sem sono torna as pessoas menos atraentes. As conclusões são de um estudo do Instituto Médico Karolinka de Estocolmo, na Suécia.
    • Sistema imunitário enfraquecido
    Durante o sono, são produzidas proteínas que atuam no sistema imunitário. De acordo com a Universidade Carnegie Mellie, basta dormir menos de sete horas para que o risco de contrair gripe triplique.
    • Perda de tecido cerebral
    Um estudo publicado na revista SLEEP afirma que basta "fazer uma direta" para que o cérebro apresente sinais da perda de tecido. 
    • Concentração e memória afetadas
    A exaustão afeta a concentração e a privação de sono impede a consolidação da memória. As conclusões são da Universidade de Harvard, que aponta a falta de descanso como principal causa para a dificuldade em reter informação.
    • Diminuição do apetite sexual
    A falta de energia, a sonolência e a apneia do sono são algumas das causas da diminuição da líbido em ambos os sexos.
    Várias noites com descanso deficitário:
    • Aumento do risco de se tornar obeso
    Durante o sono, o organismo reduz a produção de grelina (hormona responsável pela vontade de comer) e aumenta a segregação de leptina, aumentando a sensação de saciedade. Para compensar este desequilíbrio, aumenta-se a ingestão de alimentos.
    • Aumento do risco de contrair alguns tipos de cancro
    Se dormir menos de seis horas por noite, o risco de contrarir cancro colorretal, por exemplo, aumenta em 50 por cento. Também a predisposição para o cancro da mama é maior nas mulheres que têm um descanso deficitário.
    • Risco de ter diabetes aumenta
    Dormir pouco (ou demasiado) está ligado ao desenvolvimento de doenças crónicas como a diabetes tipo-2. As conclusões são de um estudo de 2013, elaborado pelo Center for Disease Control and Prevention de Atlanta, nos Estados Unidos da América.
    • Aumento do risco de doenças cardíacas
    Enfarte do miocárdio, insuficiência cardíaca, arterosclerose, arritmia cardíaca e hipertensão são alguns dos problemas apontados pela Harvard Health Publications e por um estudo da Faculdade de Medicina de Warwick, no Reino Unido.
    • Contagem de esperma diminui
    A falta de descanso continuada é uma das causas da infertilidade. Um estudo publicado revista americana de epidemiologia conclui que a concentração de esperma é 26 por cento inferior nos homens com distúrbios do sono.
    • Saúde da pele prejudicada
    Quando não dorme, a secreção de cortisol aumenta. Em excesso, a concentração de cortisol enfraquece o colagénio, diminuindo a elasticidade e o brilho natural da pele.
    • Depressão
    As insónias, associadas a outros distúrbios de sono, são um dos principais sintomas de depressão. A doença afeta cerca de 20 por cento dos portugueses.

    FAÇA UM SONO REPARADOR!